Na Cadência da Bateria

CADÊNCIA DA BATERIA

O maior encontro de bandeiras de Niterói

COMBINADO DO AMOR 2016

CAMPEÃ DO GRUPO DE ACESSO DO CARNAVAL DE NITERÓI (FOTO: ACERVO PESSOAL DO CARNAVALESCO ÍNDIO GARCIA)

GARRA DE OURO 2016

CAMPEÃ DO GRUPO DE ENREDO DO CARNAVAL DE NITERÓI (FOTO: ACERVO DA ESCOLA)

NA CADÊNCIA DA BATERIA 2018

O CARNAVAL DE NITERÓI PASSA AQUI

ESTAÇÃO PRIMEIRA DE MANGUEIRA 2016

Squel, Porta-Bandeira (FOTO: TATA BARRETO|RIOTUR)

ACADÊMICOS DO SALGUEIRO 2016

COMISSÃO DE FRENTE (FOTO: FERNANDO MAIA|RIOTUR)

.

.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Seis obras seguem firmes na disputa de samba-enredo da Unidos da Tijuca

quarta-feira, 20 de setembro de 2017
No próximo sábado, dia 23 de setembro, a quadra da Unidos da Tijuca receberá os sambas que concorrem para ser o hino que a agremiação levará para a Sapucaí em 2018, com o enredo “Um coração urbano: Miguel, o arcanjo das artes, saúda o povo e pede passagem”, em homenagem ao artista Miguel Falabella.

A abertura do evento fica por conta da banda Swing Carioca, que apresenta os maiores sucessos da música nacional. Na sequência, acontece o show da escola, com as apresentações das alas de baianas, passistas, velha guarda e os casais de mestre-sala e porta-bandeira. Tudo isso na voz potente e marcante do nosso intérprete Tinga e acompanhamento da Pura Cadência, sob o comando do Mestre Casagrande. Evento começa às 19h. A quadra da Unidos da Tijuca fica Av. Francisco Bicalho, 47 – Leopoldina. Entrada R$20

Confira a ordem de apresentação das parcerias classificadas:

1 – Fernando Moreira, Gustavo Moreira, Robertinho da Verdun (Samba 10)
2 – Totonho, Mart’nália, Dudu, Marcelinho Moreira, Fadico (Samba 13)
3 – Dudu Nobre, Anderson Benson, Thompson, Leandro RC (Samba 7)
4 – Victor Alves, Claudio Mattos, Willian Lima, Rafael Mikaiá, MM (Samba 11)
5 – Leandro Gaúcho, Junior Lima, Lico Monteiro, Juliano Centeno, Oliveira (Samba 1)
6 – Josemar Manfredini, Dandan do Samba (Samba 6)

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Rainha da Bateria da Mocidade posa para fotos na quadra histórica

terça-feira, 19 de setembro de 2017
A paulistana Camila Silva reinará à frente da bateria mais famosa do carnaval carioca pela terceira vez em 2018. Sambista de raiz, a linda mulata está completamente integrada ao cotidiano da Mocidade Independe de Padre Miguel e é muito querida pelos componentes, membros da comunidade e torcedores da hexacampeã da folia carioca.

Camila Silva na quadra de Padre Miguel (Fotos; Daniel Pinheiro)

Ela visitou a antiga quadra da verde e branca e realizou uma sessão de fotos no local. "É impressionante a energia daqui. Pisar neste lugar histórico traz uma sensação muito bacana e faz entender o porquê da Mocidade ser o que é. Fica complicado até de explicar, só estando aqui para sentir. Essa quadra foi palco de muitas glórias independentes e continuará marcando a história de forma toda especial - afirmou Camila.

A Mocidade Independente de Padre Miguel e a SuperVia assinaram um contrato de cooperação para a reforma da quadra antiga da agremiação. O projeto prevê a transformação do histórico imóvel em um centro social e cultural para a comunidade da região. O histórico imóvel receberá também diversos eventos da agremiação.

Confira as fotos da Rainha (crédito; Daniel Pinheiro):
































Quinta é dia de muito samba em Nilópolis

terça-feira, 19 de setembro de 2017
A Beija-Flor de Nilópolis realiza nesta quinta-feira, dia 21 de setembro, mais uma eliminatória de samba-enredo rumo ao Carnaval 2018. Na última semana nenhum samba foi eliminado. Então nove obras permanecem no páreo. O evento começa ás 21h e tem entrada franca até ás 22h. Até a meia-noite a entrada custa R$10, e após este horário R$ 15.

(Foto; Eduardo Hollanda)

A Deusa da Passarela será a última escola a desfilar na segunda-feira de carnaval com o enredo " Monstro é aquele que não sabe amar. Os filhos abandonados da Pátria que os pariu". O tema será desenvolvido pela comissão de carnaval da agremiação e foi idealizado pelo coreógrafo da comissão de frente, Marcelo Misailidis. A quadra da Beija-Flor fica na rua Pracinha Wallace Paes Leme, 1025, Nilópolis.

SAMBAS CLASSIFICADOS
Samba 54 - André do Cavaco, Bruno Costa, Adriano Gasparzinho, Alex Freitas
Samba 77 - Marcelo Guimarães, Rogério Damata, Tia vanda, Tia Rita, Tia Ivone
Samba 04 - Di Menor BF, Kiraizinho, Diego Oliveira, Bakaninha Beija Flor, JJ Santos, Julio Assis e Diogo Rosa
Samba 05 - Junior Trindade, Jota R, Thiago Alves, Wilson Tata e Rra massa
Samba 39 - Sidney de Pilares, Sormany, Jorginho Moreira, LM Perigo, Rodrigo Cavanha, Cláudio Marinho, Walney Rocha e Paulo Oliveira
Samba 07 - Sérginho Aguiar, Alan Vinícius, Dr Rogério, Nino Smith, Gigi da Estiva, Márcio França, Kaká Kalmão
Samba 37 - Miguel, Veni Vieira, Tamir, Marcondes, Bocão, Paulo Bispo
Samba 13 - Claudio Russo, J Velloso, Gilberto Oliveira, Julio, JB Oliveira e Marquinho Beija-Flor
Samba 06 - Valmiir Vignolli, Carlos França, Maurício Augusto, Darwen Schiavine, Gabriel Lopes, Maia, Marquinhos Cavaco.

Escola Manoel Dionísio realiza 5º encontro com o núcleo Cisne do Amanhã

terça-feira, 19 de setembro de 2017
Simone Drumond ainda será consagrada madrinha da Escola
Acontece neste sábado, dia 23, a partir das 14h, na Praça de Alimentação do Sambódromo – Setor 2, a grande confraternização do 5º Encontro da Escola Manoel Dionísio & Cisne do Amanhã. O encontro será uma grande troca de experiências entre os núcleos de Mestre-Sala, Porta-Bandeira e Porta-Estandarte do Rio de Janeiro e São Paulo. Outros núcleos também se farão presentes, como a Associação Cultural Coletivo do Samba, do Espírito Santo, e do Padedê do Samba, de Porto Alegre.

Simone Drumond com Manoel Dionísio (foto: divulgação)

O evento vai celebrar um acontecimento histórico: a ilustre Simone Drumond será consagrada a madrinha da Escola com uma grande roda de bandeiras. O carnavalesco Milton Cunha e vários casais de mestres-salas e portas-bandeiras das agremiações do Rio e até de outros Estados participarão desse momento. "O convite para ser madrinha deste projeto é algo que deveria ser sonhado por toda e qualquer personalidade ligada ao carnaval. Digo isto pela importância deste projeto, pelo lado artístico e cultural, e sobretudo por preservar uma das máximas tradições do samba: o bailado daqueles que conduzem nosso pavilhão!!! Ser madrinha de um projeto tão respeitado, formador de talentos, formador de caráter, pelo seu lado social e educacional, tendo à frente nosso mestre e ícone Manoel Dionísio, me enche de alegria, de emoção e de orgulho! Muito obrigada!" – declarou Simone.

O evento tem entrada franca.

PRIMEIRA MÃO. Alegria da Zona Norte anuncia enredo para 2018

terça-feira, 19 de setembro de 2017
A Caçulinha do carnaval de Niterói, a Alegria da Zona Norte divulgou com exclusividade à Cadência da Bateria o enredo que levará para a Rua da Conceição em 2018. Desta vez a escola, que desfila no Grupo Principal da cidade, optou por um tema afro, saindo um pouco de suas características de abordar temas lúdicos que se tornaram uma marca da escola. "África, sua herança cultural, num grito de liberdade", e o título do enredo para 2018, de autoria do carnavalesco Luiz Spínola.

Mesmo falando de um tema africano o presidente da agremiação, Chaynne Azevedo, promete um desfile com a cara da escola. "Será um grande desafio. Nunca entramos nessa esfera, mas resolvemos apostar. Posso adiantar que vamos mostrar o que de bom herdamos dos nossos ancestrais africanos, sempre agradecendo o legado cultural que eles deixaram, mas sem tristeza, martírio ou sofrimento, afinal nossa escola é Alegria”, brincou o presidente

Para o carnavalesco e criador do enredo, Luiz Spínola, a ideia é abordar o lado mais positivo passado pelos filhos guerreiros da Pátria Mãe-África. “Herdamos várias culturas, do índio, dos brancos europeus e dos negros na formação do nosso povo. A nossa abordagem será a herança dos negros. E essa herança foi distribuída por seus filhos e incorporada aos nossos costumes. O 'semba' deles que virou o nosso samba. As danças de capoeira, jongo, maculele, maracatu, congada e tantas outras espalhadas no país. O samba de roda. O afoxé. A arte em esculpir esculturas encantadas. O toque genuíno e único do tempero no tabuleiro da baiana aromatizado pelo dendê. A religião pelo culto e fé aos Orixás”, resumiu Spínola à reportagem da Cadência

"O grito de liberdade ecoado nas senzalas e quilombos fez valer sua luta por igualdade perante a sociedade. E esse é o nosso agradecimento, pelo que herdamos culturalmente num grito de liberdade. Esse axé africano. A nossa gratidão. Com muita Alegria e samba no pé”, complementou o carnavalesco.

Mais experiente - Desde seu primeiro desfile oficial em 2011, quando falou da ‘pimenta’, a Alegria da Zona Norte, escola do bairro do Fonseca em Niterói, mais precisamente da comunidade da Bernardinho, criou sua identidade desenvolvendo enredos lúdicos, privilegiando desfiles leves e mais adequados às características do carnaval atual de Niterói, mas sempre de forma organizada. Receita que levou a escola rapidamente ao Grupo Principal. Há apenas dois anos na elite niteroiense, a Alegria proporcionou um dos melhores desfiles do grupo em 2017, mas a perda de pontos em quesitos de obrigatoriedades frustrou os sambistas da Bernardino. Ainda caçulinha, mas experiente, a tricolor do Fonseca, é uma das mais aguardadas escolas de samba do Carnaval 2018.

Confira a sinopse do enredo para o Carnaval 2018:





União do Parque Curicica já tem enredo para o carnaval de 2018

terça-feira, 19 de setembro de 2017
O G.R.E.S. União do Parque Curicica, divulgou na tarde dessa terça-feira o enredo para o carnaval de 2018, com o titulo “O Reino está nu!” que será desenvolvido pelo carnavalesco Marcus Ferreira.

"Atendendo a um pedido da Presidência, trouxe um enredo com a irreverência da escola, e o mesmo é inspirado em obras literárias infantis, que sintetiza nos plebeus a verdadeira força de um Reino. Clama em paralelo, pelos trabalhadores do carnaval, os trabalhadores das coxias, verdadeiros reis e rainhas da maior ópera popular", disse o carnavalesco Marcus Ferreira

O G.R.E.S. União do Parque Curicica será a décima segunda escola a desfila, na Terça Feira de Carnaval pela Série B, dia 12/02/2018, na passarela popular da Intendente Magalhães.


A seguir a Sinopse do enredo da agremiação:

´´Não é ouro nem nunca foi, 
A coroa que o Rei usou, 
É de lata barata, 
E olhe lá... Borocochô! ...`` 
(Marchinha – A Coroa do Rei - Haroldo Lobo, David Nasser, Odeon) 

1 – O Reino está nu! Ao alto, a visão do poder perpetuado nas flâmulas: a Coroa, símbolo do respeito maior. Dentro, um Castelo infestado por roedores e usurpadores peçonhentos. Tetos desenhados por teias, castiçais sustentam velas gastas. A visão do abandono e da sujeira escondida por debaixo do tapete. Descaso real de uma irreal Monarquia em crise. Nos corredores, a zombaria da Rainha Má e de seus Vice-Reis falidos ecoa. Repletos da soberba vivida de glórias passadas, por um Reino para o qual nada fazem. 

2 – Os verdadeiros Plebeus. Nos porões a arte para um grande carnaval. O ferro velho enverga no sentido alegórico. A madeira em desuso molda o cenário. Esculturas esquecidas ganham nova vida, enfeitando salões. De pequenos pedaços de trapos, faço as vestes. Belas fantasias alfinetadas em ateliês repletos de empenho e suor, onde artistas, moradores das coxias, pintam e bordam. Pedras gastas ganham o brilho necessário na finalização de adereços. Capas de veludo, esquecidas, viram tapetes para o desfile dos Monarcas ´´falsos-bacanas``. Somos prisioneiros da ansiedade e do tempo. Fiz-me pedinte de porta em porta, de Reino em Reino: de tesouras e colas. Dos meus dízimos, por vezes, custeei tantos relicários. Nas goteiras, amparei água de beber para muitos artesãos. Zelei pela fome de muitos, em inúmeras noites de longas angústias. Bati o pó dos candelabros. Guardei a sujeira nas estranhezas. Preparei os salões para receber o ilustre baile de máscaras. 

 3 – As aparências enganam... Após oito derrotas em árduas batalhas, o Reino, enfim, comemora a sua vitória ´´na guerra``. Fogos de artifício riscam os céus. Candelabros são acesos, cavaleiros empunham cornetas. O castelo se enche de vida. Músicos (audaciosos) soam os primeiros acordes; dançarinos (ou passistas) ensaiam passos de minueto; o banquete é servido. ´´Quem paga, senta-se a mesa!`` - Ordena a Rainha. Nos salões o desfruto da falsa-fidalguia. Nos bastidores, o corre-corre dos Plebeus. Exaustos, os verdadeiros reis e rainhas do maior espetáculo. Baile entregue. Barriga cheia, ´´pé no mundo``. ´´Cortem as cabeças!`` - Ordena a Rainha. 

4 – E segue o baile... Minha alegria não emana com a mesma graça de sempre. A maquiagem escorrida revela o cansaço. Sujos, os sapatos cheios de graxa. O lamê não brilha como em tempos de outrora. As gravatas de bico não dispõem da mesma armação. Guizos enferrujam. Luvas gastas cobrem mãos calejadas de trabalho. O sorriso se esconde. A máscara se perde. Meus dízimos não foram pagos. 

Deposto: O Bobo da Corte. 

Para todos artistas, viventes do amor à arte de fazer carnaval. 

Marcus Ferreira: Carnavalesco
Henrique Pessoa: Revisão Textual

São Clemente escolheu seu hino para 2018. Ótimo samba!

terça-feira, 19 de setembro de 2017
Obra com letra excelente e ótima melodia que caiu nas graças da galera. 
por Eduardo Poeta

Em noite de gala e de festa a carioquíssima São Clemente, a amarelo e preto de Botafogo escolheu o seu hino para o enredo 'Academicamente popular", do carnavalesco Jorge Silveira, e leva um ótimo samba-enredo para impulsionar seus 4.500 componentes - 260 ritmistas -, no desfile do domingo no carnaval de 2018 pelo Grupo Especial.

Com três sambas finalistas rigorosamente dentro do enredo e com boas melodias, as apresentações dos sambas começaram por volta da meia-noite e já havia o favoritismo da parceria que seria a grande campeã da noite/madrugada. Com grande e colorida torcida a parceria de Ricardo Góes, Flavinho Segal, Naldo, Serginho Machado, Fabiano Paiva, Igor Marinho e Gusttavo Clarão, apresentou-se muitíssimo bem. Uma obra com letra excelente e ótima melodia que caiu nas graças da galera; um show.

         "A MAIS BELA ARTE O SAMBA ME DEU
          FIZ DA SÃO CLEMENTE O RETRATO FIEL
          OS TRAÇOS MAIS FINOS, COM AS BENÇÃOS DE DEUS
          DESLIZAM NO MEU PAPEL."

A segunda parceria a se apresentar - Nelson Amatuzzi, Fábio Portugal, Alexandre Moraes, J. Oliveira, Pedrinho e Hugo Bruno -, também o fez muito bem, apostando em seu intérprete Zé Paulo Sierra que animou a quadra e incorporou fantasiado a figura de um pintor no palco. A palavra EBA no refrão era uma referência à  Escola de Belas Artes e funcionou maravilhosamente bem.

         "EBA, EBA, EBA …
          CHEGOU A HORA DA EMOÇÃO CONTAGIAR !
          MUITO LINDA, MAIS FORTE AINDA É MINHA
          ESCOLA ERUDITA E POPULAR."  
 
A terceira parceria da noite - Cesar Ricardo, Rodrigo Alves, Leandro Sassi, Alexandre Gordão, Márcio de Deus, MM e Thiago Meiners -, embora tenha apostado em um palco forte com Igor Viana, Vitor Cunha e Grazzi Brasil, o samba não conseguiu conquistar e contagiar a quadra. A torcida era a mais reduzida na noite mas, cantou forte o refrão do samba que aludia ao pão de açúcar, símbolo da Escola. A apresentação ficou bem aquém das outras duas primeiras.

         "CHEGUEI PRA TE ENCANTAR, ME DIGA QUEM EU SOU
          SÃO CLEMENTE, UM CASO DE AMOR
          A IMAGEM MAIS BELA, ETERNA EMOÇÃO
          O PÃO DE AÇÚCAR DO MEU PAVILHÃO."

A São Clemente dá exemplo e prova que disputas de samba valem à pena
Por volta das 3h20 da madrugada o intérprete oficial da escola, Leozinho Nunes começou o anúncio com o samba exaltação da agremiação “A São Clemente vem aí”e logo em seguida puxou o refrão do samba campeão, confirmando o favoritismo da parceria, dando início a uma grande festa da comunidade que vibrou com a vitória. Uma final de samba-enredo, com boas opções e sem as ridículas encomendas.

          "A MAIS BELA ARTE O SAMBA ME DEU
          FIZ DA SÃO CLEMENTE O RETRATO FIEL
          OS TRAÇOS MAIS FINOS, COM AS BENÇÃOS DE DEUS
          DESLIZAM NO MEU PAPEL."

Ricardo Góes, um dos maiores vencedores na São Clemente
Há um discrepância nas informações sobre quantos títulos o compositor Ricardo Góes já ganhou na Escola. Ele já faz parte da Ala de Compositores da São Clemente a 32 anos e a mídia atribiui a ele dez títulos. No entanto, se computarmos os sambas de 1992 e 1993,  onde aparecem os nomes de um Ricardo (que seria ele) e um Ronaldo (que seria Ronaldo Soares), quando ainda não usavam os sobrenomes, o compositor teria alcançado a sua 12ª vitória, o que o faria - junto com o compositor Chocolate -, no maior vencedor de sambas na São Clemente.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Vila define sambas semifinalistas

segunda-feira, 18 de setembro de 2017
A Unidos de Vila Isabel eliminou três sambas de sua disputa rumo ao Carnaval 2018. Cinco obras seguem no páreo para ser o hino da azul e branca no próximo desfile. No próximo sábado, dia 23 de setembro, excepcionalmente não haverá etapa. A competição retorna com a semifinal no dia 30 de setembro. A grande escolha de samba da azul e branca acontece no dia 07 de outubro. 

(foto: Eduardo Hollanda)

O enredo da Vila no próximo desfile é "Corra que o futuro vem aí", tema que será desenvolvido pelos carnavalescos Paulo Barros e Paulo Menezes. Confira os sambas eliminados e os que permanecem;

Sambas Classificados:

Samba 09 - Artur da Sempre Vila e parceria
Samba 14 - J. Kaoma e parceria
Samba 07 - Pinguim e parceria
Samba 04 - Macaco Branco e parceria
Samba 05 - Dona Ivanísia e parceria

Sambas Eliminados:

Samba 10 - Eraldo Devagar e parceria
Samba 08 - Eduardo Katata e parceria
Samba 02 - Carlinhos Petisco e parceria

Mocidade mantém nove sambas em sua disputa

segunda-feira, 18 de setembro de 2017
Em sua terceira eliminatória de samba para o Carnaval 2018, a Mocidade Independente de Padre Miguel eliminou duas obras da competição. Nove prosseguem no páreo. A verde e branca da Zona Oeste será a sétima escola a desfilar no domingo de carnaval em 2018. Em busca do sétimo título de sua história, a Mocidade fará uma homenagem à Índia com o enredo ''A Estrela que habita saúda a que há em você'' que será desenvolvido pelo carnavalesco Alexandre Louzada.

Confira os sambas que permanecem na disputa:

- Jefinho Rodrigues, Ribeirinho, Marquinho Índio, Adilson Alves, Roni Pit Stop e Jonas Marques

- Trivella, Peixoto, Juca, Nito de Souza, Zieco, Vagner, Vavá e Augusto Brito

- Diego Nicolau, Gabriel Teixeira, Richard Valença, Carlinhos, Orlando Ambrosio, Rafael Miranda, Marcelo Moreno e Cabeça do Ajax

- Beto Correa, Dico da Viola, Mauro Dias, Rogerinho, Léo Dias, Bruno da Marinha, Sidiclei e Enilson

- Cristiano Plácido, André Pimentel, Rodrigo Medeiros, Jailton Russo, Vanessa Pimentel, Pestana, Renatinho Tattoo, Bruno Serrinho

- André Baiacú, Fabiano Alcântara, Vinícius Sombra, Henrique Pirulito, Márcio Silva e MarlonP

- Altay Veloso, Paulo César Feital, Zé Glória, J.Giovanni, Denilson do Rozário, Carlinhos da Chácara, Alex Saraiça

- Domenil, Fábio Borges, Gulle, Cel. Jairo, Helinho, Márcio SP, Toninho do Trailer e Dr. Márcio

- Ricardo Simpatia, Eduardo Educa, Celso Duarte, R.Campos

Logo do enredo da Alegria da Zona Sul sofre plágio


segunda-feira, 18 de setembro de 2017
A Alegria da Zona Sul emitiu uma nota de repúdio na última sexta-feira, informando que a logo oficial do enredo da escola para o carnaval 2018 foi plagiada. A nota foi assinada pelo carnavalesco e responsável pela criação visual. Diante de surpresa e revolta, a escola decidiu manifestar o total descontentamento com o episódio e aguarda o posicionamento dos envolvidos, caso contrário, a diretoria da Alegria informou que buscará meios legais para uma solução.

Logo original do enredo da Alegria da Zona Sul para o Carnaval 2018, criado pela equipe do carnavalesco 
Marco Antonio Falleiros (imagem divulgação)

Confira abaixo a nota assinada pelo carnavalesco:

"Hoje tive a infelicidade de receber do nosso intérprete Igor Vianna, que por coincidência encontrou no Facebook, o logotipo do enredo de uma Agremiação chamada G. R. C. E. S. Estrela Cadente, da cidade de Jacareí SP. Infelicidade porque o logotipo é CLARAMENTE uma cópia do logotipo de enredo oficial do G.R.E.S. Alegria da Zona Sul, na qual sou o carnavalesco e respondo por toda parte de criação e visual da escola. Meu assistente e ilustrador, inclusive o responsável pela ilustração do nosso Logotipo para o Carnaval 2018 procurou entrar em contato pelo Facebook da escola e do carnavalesco, chamado Rogério Carneiro e não obteve resposta...

Infelizmente tenho que compartilhar isso com vocês, até mesmo para alguém do G.R.C.E.S. Estrela Cadente entrar em contato conosco e corrigir esse grande e grave equívoco (assim espero) enquanto há tempo, caso contrário, eu e o G.R.E.S. Alegria da Zona Sul buscaremos providências via outros meios. Lamentável nos dias de hoje, com tantos profissionais qualificados e criativos que produzem logotipos e ilustrações para o carnaval, essas situações constrangedoras ainda acontecerem."

Marco Antonio Falleiros.
Carnavalesco
G.R.E.S. Alegria da Zona Sul


Logo da escola de samba Estrela Cadente (imagem divulgação)

Acadêmicos do Cubango faz substituição na direção de carnaval

Wilson Policarpo é o novo nome que vai ocupar a função de direção de carnaval, cargo que era ocupado por Alexandre Brittes, que pediu seu desligamento do Acadêmicos do Cubango na última quarta. Wilson tem 56 anos e foi diretor de carnaval da Unidos do Viradouro entre 2011 a 2015. O profissional chega à verde e branco de Niterói enfatizando em dar continuidade ao projeto iniciado pelo presidente Rogério Belisário e pelos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora. "Chego na escola sabendo que houve uma transição e há um projeto iniciado com muito profissionalismo. Tenho a ciência que estou entrando em uma escola muito forte e vamos fazer o melhor carnaval possível. Estou muito feliz em estar no time da Cubango", disse o novo diretor de carnaval.

O Acadêmicos do Cubango será a quinta escola a desfilar no sábado de carnaval da Série A, com o enredo “O Rei que bordou o mundo”.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

"Sai da frente". Lá vem o Combinado

sexta-feira, 15 de setembro de 2017
Desta vez, nossa colunista Rosane Gracieti, fala sobre a paixão do Caramujo e sobre a sua paixão. A mais antiga escola de Niterói. De tradição e simpatia, glórias e histórias, afilhada da Portela.
Vamos ler?
Aqui não tem papo furado. 

Nove obras continuam na disputa de samba-enredo da Unidos da Tijuca

No próximo sábado, dia 16 de setembro, a partir das 19h, a quadra da Unidos da Tijuca receberá os sambas que concorrem para ser o hino que a agremiação levará para a Sapucaí em 2018, com o enredo “Um coração urbano: Miguel, o arcanjo das artes, saúda o povo e pede passagem”, em homenagem ao artista Miguel Falabella.

A abertura do evento fica por conta da banda Swing Carioca, que apresenta os maiores sucessos da música nacional. Na sequência, acontece o show da escola, com as apresentações das alas de baianas, passistas, velha guarda e os casais de mestre-sala e porta-bandeira. Tudo isso na voz potente e marcante do nosso intérprete Tinga e acompanhamento da Pura Cadência, sob o comando do Mestre Casagrande. A quadra da Unidos da Tijuca fica na Av. Francisco Bicalho, 47 – Leopoldina. Entrada R$ 10.

Confira a ordem de apresentação das parcerias:


1 – Dudu Nobre, Anderson Benson, Thompson, Leandro RC (Samba 7)
2 – Espirro, Léo Lima, Aranha, J. Lourenço, Porkinho (Samba 5)
3 – Josemar Manfredini, Dandan do Samba (Samba 6)
4 – Jorge Remédio, Nakamura, Maia, Lages, Jairo (Samba 12)
5 – Leandro Gaúcho, Junior Lima, Lico Monteiro, Juliano Centeno, Oliveira (Samba 1)
6 – Daniel Katar, Tinguinha, Portuga, Telmo Augusto, Timm (Samba 8)
7 – Fernando Moreira, Gustavo Moreira, Robertinho da Verdun (Samba 10)
8 – Totonho, Mart’nália, Dudu, Marcelinho Moreira, Fadico (Samba 13)
9 – Victor Alves, Claudio Mattos, Willian Lima, Rafael Mikaiá, MM (Samba 11)

Renascer de Jacarepaguá abre inscrições para alas de comunidade

A escola de samba Renascer de Jacarepaguá abre inscrições para quem está interessado em desfilar nas suas alas de comunidade. Para isso, a escola vai iniciar, a partir do dia 19 de setembro, suas inscrições, das 20 às 22 horas. É preciso estar com a xerox da identidade, duas fotos 3x4 e pagar a taxa de R$80 (ou parcelar em duas vezes de R$40 até o mês de novembro). As inscrições serão todas as terças com a diretora Cristiane Apolinário na quadra de ensaios, localizada na Avenida Nelson Cardoso, 82, Largo do Tanque - em frente à estação do BRT Tanque.

Logo após a inscrição, os componentes precisam comparecer aos ensaios que serão marcados pela comissão de carnaval e harmonia da vermelho e branco do Largo do Tanque. Para o Carnaval 2018, a Renascer de Jacarepaguá levará para a Marquês de Sapucaí o enredo "De Flechas e de Lobos" desenvolvido pelos carnavalescos Raphael Torres e Alexandre Rangel, sendo a quinta escola a desfilar na sexta-feira de carnaval.

Beija-Flor mantém os nove sambas na disputa

Em sua primeira eliminatória de samba realizada na quadra nesta temporada, a Beija-Flor de Nilópolis decidiu manter as nove parcerias na disputa. A competição prossegue Na próxima semana !

Sambas que permanecem:

Samba 54 - André do Cavaco, Bruno Costa, Adriano Gasparzinho, Alex Freitas
Samba 77 - Marcelo Guimarães, Rogério Damata, Tia vanda, Tia Rita, Tia Ivone
Samba 04 - Di Menor BF, Kiraizinho, Diego Oliveira, Bakaninha Beija Flor, JJ Santos, Julio Assis e Diogo Rosa
Samba 05 - Junior Trindade, Jota R, Thiago Alves, Wilson Tata e Rra massa
Samba 39 - Sidney de Pilares, Sormany, Jorginho Moreira, LM Perigo, Rodrigo Cavanha, Cláudio Marinho, Walney Rocha e Paulo Oliveira
Samba 07 - Sérginho Aguiar, Alan Vinícius, Dr Rogério, Nino Smith, Gigi da Estiva, Márcio França, Kaká Kalmão
Samba 37 - Miguel, Veni Vieira, Tamir, Marcondes, Bocão, Paulo Bispo
Samba 13 - Claudio Russo, J Velloso, Gilberto Oliveira, Julio, JB Oliveira e Marquinho Beija-Flor
Samba 06 - Valmiir Vignolli, Carlos França, Maurício Augusto, Darwen Schiavine, Gabriel Lopes, Maia, Marquinhos Cavaco.

Confira a galeria de fotos da noite de ontem.
(fotos: Eduardo Hollanda)








 





















Postagens mais antigas → Página inicial

Aconteceu na Avenida

Aconteceu na Avenida
O editor do blog, Luiz Eugenio, entrevistando o intérprete Willian no Carnaval 2008

Personagens da Folia

Personagens da Folia
Rodrigo Fontes, coreógrafo da Comissão de Frente da Sabiá

Musa da Cadência 2013

Musa da Cadência 2013
Danúbia Gisela, a madrinha da bateria do GRES Tá Mole mas é Meu

Momentos do Carnaval 2013

Momentos do Carnaval 2013
Jéssica. Porta-bandeira do Experimenta da Ilha

Explosão da Folia

Explosão da Folia

Folia e Souza. Campeãs 2015

Folia e Souza. Campeãs 2015